Notícias

Síndico suspeito de matar advogado palmeirense com soco no rosto vai a júri popular em Rio Preto

Palmeirense Celso Wanzo (à esquerda) morreu ao ser agredido em briga após Mundial de Clube e o suspeito preso, o síndico do condomínio em Rio Preto Emerson Ricardo Fiamenghi — Foto: Reprodução

Crime ocorreu no dia 12 de fevereiro do ano passado em São José do Rio Preto (SP), após a final do Mundial de Clubes. Decisão da juíza foi publicada nesta terça-feira (5); suspeito responde em liberdade.

 

A Justiça decidiu que o síndico suspeito de matar um advogado palmeirense com um soco no rosto seja julgado em júri popular. O crime ocorreu no dia 12 de fevereiro do ano passado, após a final do Mundial de Clubes, em um condomínio localizado na Avenida Presidente Juscelino Kubitscheck, em São José do Rio Preto (SP).

A decisão da juíza Luciana Cassiano Zamperlini Cochito foi publicada nesta terça-feira (5). A data e horário do júri não foram divulgados.

Emerson Ricardo Fiamenghi foi denunciado pelo Ministério Público do Estado de São Paulo (MP-SP) por homicídio qualificado por motivo torpe e lesão corporal. A defesa dele pode recorrer da decisão. Ele responde ao processo em liberdade.

 

A vítima, Celso Wanzo, foi agredida por Emerson com um soco no rosto, caiu desacordado e foi socorrido para o Hospital de Base, mas não resistiu aos ferimentos e morreu horas depois. O laudo do Instituto Médico Legal (IML) apontou que ele morreu por traumatismo craniano.

g1 tenta contato com a defesa de Emerson.

Advogado Celso Wanzo morreu após ser agredido em discussão por jogo de futebol — Foto: Arquivo pessoal
Advogado Celso Wanzo morreu após ser agredido em discussão por jogo de futebol — Foto: Arquivo pessoal

O crime

 

Na data do crime, que ocorreu logo após a final do Mundial de Clubes, quando o Palmeiras perdeu do Chelsea por 2 a 0, Emerson, que é corintiano, chegou ao prédio conduzindo o veículo e passou a buzinar, ameaçar e ofender Celso que estava dentro do apartamento com familiares e amigos.

“Na ocasião, o denunciado chegou a dizer que a vítima era um ‘advogadinho de bosta, advogadinho sem mundial, desça que vou te matar, corno’, dentre outras ofensas”, escreveu o promotor Rodolfo Strazzi na denúncia.

 

Foto flagrou agressor perto da vítima em Rio Preto  — Foto: Arquivo pessoal
Foto flagrou agressor perto da vítima em Rio Preto — Foto: Arquivo pessoal

Uma foto feita logo após o crime mostra Celso, aparentemente desacordado, em um gramado na frente do prédio e Emerson ao lado (veja acima).

A Polícia Militar foi acionada e levou Emerson para a Central de Flagrantes de Rio Preto. O caso foi registrado como lesão corporal de natureza grave, já que a vítima ainda estava viva quando o boletim de ocorrência foi feito.

Emerson Ricardo Fiamenghi participou da reconstituição da morte do advogado Celso Wanzo — Foto: André Modesto/TV TEM
Emerson Ricardo Fiamenghi participou da reconstituição da morte do advogado Celso Wanzo — Foto: André Modesto/TV TEM

À polícia, o torcedor corintiano disse que agiu em legítima defesa, pois os dois já tinham uma inimizade.

 

 

Fonte: https://g1.globo.com/sp/sao-jose-do-rio-preto-aracatuba/noticia/2023/09/07/sindico-suspeito-de-matar-advogado-palmeirense-com-soco-no-rosto-vai-a-juri-popular-em-rio-preto.ghtml

Mais Acessadas

Criado em 2002 pelo síndico profissional Mauricio Jovino, o portal com mais de 13 anos de atividade, tem o objetivo de reunir conteúdo de qualidade a todos que administram, trabalham e vivem em condomínios.

Tel.: [11] 2814-4399
Cel.: [11] 98232-8383
Skype: condominioemfoco

Mauricio Jovino
Diretor Comercial

Facebook

Todos os Direitos Reservados 2016 © Condomínio em Foco - Desenvolvido por

Ir para Cima