Destaque

Cresce o número de assaltos em condomínios em 2018

Atualmente, os meliantes não têm poupado esforços a fim de alcançarem seus objetivos delituosos em condomínios, quer seja escalando a parte externa do prédio ou saltando muros, quer seja entrando pela portaria principal, através do emprego ou não da violência, tendo como seu principal aliado o fator surpresa ou, até mesmo, utilizando-se das mais inusitadas maneiras para enganar condôminos e/ou funcionários.

Suas sutilezas são utilizadas para que, ao adentrarem o condomínio, possam realizar invasões de domicílios, furtos, roubos, seqüestros entre outros crimes, causando medo e pânico nas pessoas. Neste mês de julho a imprensa divulgou que houve um aumento de roubo e furto a condomínios em 56% no estado de SP em 2018 e foi veiculada da seguinte forma: Foram 1.300 crimes do tipo entre janeiro e abril, segundo dados da SSP obtidos via Lei de Acesso.  O número de roubos e furtos a condomínios no estado de São Paulo cresceu 56% neste ano, apontam dados da Secretaria da Segurança Pública (SSP) obtidos com exclusividade pela GloboNews por meio da Lei de Acesso à Informação (LAI). Foram 1.300 crimes contra prédios registrados entre janeiro e abril de 2018, contra 832 no mesmo período do ano passado. Fonte: Portal G1, de 17/07/2018.

Portanto, observando-se isto, cabe reforçarmos algumas  precauções básicas dirigidas a síndicos, condôminos e funcionários de condomínios como segue:

  • obedecer e seguir as normas e procedimentos sobre Segurança decididos e acordados em Assembléia;
  • solicitar ficha de Antecedentes Criminais e confirmar documentos e referências de todos funcionários, inclusive os domésticos;
  • encaminhar os funcionários para treinamentos em Segurança através de cursos específicos, mantendo-os atualizados e reciclados;
  • manter todos equipamentos de Segurança e de comunicação sempre em bom estado de conservação e funcionamento;
  • todas pessoas estranhas ao condomínio deverão ser recepcionadas na parte externa do prédio, devendo aguardar a liberação do morador para adentrar ao edifício;
  • ao entrar ou sair do prédio verifique se não há pessoas em atitudes suspeitas rondando o edifício;
  • evite comentar sobre seus bens ou mesmo detalhes de sua vida pessoal com estranhos ou mesmo funcionários;
  • compreenda e elogie as ações preventivas tomadas pelos funcionários, mesmo quando estas representarem algum pequeno transtorno para si ou suas visitas;
  • colocar portas resistentes e maciças nas entradas sociais e de serviços, dando-se preferência às que possuem blindagem interna;
  • instalar olho mágico de 180° ou digital bem como fechaduras quádruplas ou mesmo eletrônicas nas portas externas a fim de dificultar que seja “michada” ou mesmo arrombada;
  • instalar sistemas de alarme bem como de câmeras no interior da residência ligados a uma central de monitoramento com dispositivos sonoros,  a fim de se prevenir invasões;
  • qualquer movimentação suspeita ou mesmo situações emergenciais no condomínio ou seu entorno, acione a Polícia Militar pelo telefone 190.

 

Estas e muitas outras medidas de prevenção farão com que os riscos sejam minimizados e a Proteção de seu condomínio seja aumentada.

 

JOSÉ ELIAS DE GODOY

Especialista em Segurança de Condomínios e autor dos livros  “MANUAL DE SEGURANÇA EM CONDOMÍNIOS” e “TÉCNICAS DE SEGURANÇA EM CONDOMÍNIOS”.

Maiores informações  tel.. 2062-6798 ou elias@suat.com.br

Mais Acessadas

Criado em 2002 pelo síndico profissional Mauricio Jovino, o portal com mais de 13 anos de atividade, tem o objetivo de reunir conteúdo de qualidade a todos que administram, trabalham e vivem em condomínios.

Tel.: [11] 2814-4399
Cel.: [11] 98232-8383
Skype: condominioemfoco

Mauricio Jovino
Diretor Comercial

Facebook

Todos os Direitos Reservados 2016 © Condomínio em Foco - Desenvolvido por

Ir para Cima