Yeezy boost 350 V2 Yeezy boost 350 V2 for sale Yeezy 350 V2 for sale Yeezy 350 V2 Yeezy boost 350 V2 Yeezy boost 350 V2 for sale Yeezy 350 V2 for sale Yeezy 350 V2

Wlauder Robson Gonçalves - Portal Condomínio em Foco -

Wlauder Robson Gonçalves

0

Quando o ambiente é o condomínio, o furto pode ocorrer de várias formas, seja contra o patrimônio do condomínio, seja contra o condômino, o colaborador ou o prestador de serviço. A princípio, o regulamento interno contém um dispositivo que isenta o condomínio de ressarcir o dano. Porém, o fato em si traz enorme desgaste para o síndico, em especial quando se trata de bem de condômino. Nesse caso, as ações preventivas são as menos onerosas. Diante de um assunto dessa complexidade, o objetivo deste artigo não é o de exaurir o tema, mas sim de indicar medidas que podem ser adotadas no seu condomínio.

Os bens do condomínio, com valor agregado, devem ser protegidos por meio de fixação que dificulte a sua retirada. O uso de câmeras no ambiente ou no seu acesso também colabora para inibir esse tipo de ocorrência. Além disso, o termo de responsabilidade para uso de salão de festa, a verificação do ambiente após o uso, o controle de chave do ambiente e a ronda são medidas preventivas que mitigam a subtração de bens.

O cumprimento de normas de segurança contribui para evitar o furto de bens do condômino, como, por exemplo: restrição de deixar o capacete sobre a motocicleta ou bicicleta; manter o depósito fechado; deixar a bicicleta sempre com cadeado; e manter o veículo fechado no estacionamento. É válido lembrar que a instalação de câmera no bicicletário e na área de depósitos é uma recomendação frequente quando da realização de diagnóstico do sistema de segurança.

Já para prevenir o furto de bens do colaborador, as orientações devem constar do termo de recebimento e conservação do armário, que lhe é cedido pelo condomínio. No termo, deve estar expressa a recomendação de mantê-lo fechado com cadeado próprio, bem como de comunicar de imediato qualquer dano, não guardar valores ou bens, não comentar a posse de valores e evitar o manuseio de valor na presença de pessoas. Ademais, o vestiário deve ser mantido fechado, e, no seu acesso, deve ser instalada uma câmera. As responsabilidades e orientações devem fazer parte de interação de processo no início da prestação de serviço ou na implantação do termo, o qual deverá ser assinado pelo colaborador.

Por sua vez, a subtração de bens de prestador de serviço ocorre durante as obras ou outras atividades realizadas na área do condomínio. A orientação ao prestador de serviço de como guardar suas ferramentas e bens deve constar do termo de ciência das normas de acesso e obras. Em especial, quando a obra é para o condomínio, o ambiente para acondicionamento de ferramentas e materiais deve ser fechado de forma condizente aos bens protegidos pelo prestador de serviço.

É importante esclarecer, ainda, que, com o aumento do e-commerce, o recebimento, a comunicação, a permanência e a entrega ao condômino do bem por ele adquirido devem ser normatizados, a fim de evitar a sua subtração no ambiente sob a responsabilidade ou do condomínio ou de empresa terceirizada. Nessa situação, a existência de armário fechado e as providências que devem ser adotadas quando da demora da retirada do bem pelo condômino evitam o desgaste do síndico.

As medidas aqui sugeridas preservam os bens e mantêm a sensação de segurança entre as pessoas que residem e trabalham no condomínio.

Coronel da Polícia Militar do Estado de São Paulo
Doutor em Ciências Policiais de Segurança e Ordem Pública
Consultor Sênior de Segurança

Compartilhar

Sobre o autor

Deixe um comentário